Édson Picolé – Competência e sorte

9 de setembro de 2013 • 9h09Edson Picolé • 708 Visualizações • Nenhum comentário em Édson Picolé – Competência e sorte

COMPETÊNCIA E SORTE DE MÃOS DADAS
Que a Chapecoense está fazendo e bem seu papel em campo, pelo comprometimento dos jogadores, os números comprovam. Agora cá entre nós torcedor, o que dizer das duas bolas na trave que o time  sofreu já nos acréscimos contra Palmeiras e Boa?  Uma dose de sorte sempre é bem vinda e se torna o tempero para o sucesso. Com esses dois ingredientes, o verdão abriu 12 pontos do quinto colocado após a rodada de abertura do returno.
PENSANDO NO FUTURO, FOCADO NO PRESENTE
O time vê a chance real de acesso, mas tem consciência que é necessário manter o foco. Amanhã por exemplo, tem que somar pontos diante do Oeste.
JOGO ENCARDIDO
É o que se desenha no confronto lá no interior Paulista. Como a Chapecoense faz bons jogos fora, podemos acreditar sim, no resultado positivo.
OS MÉRITOS
Quero fazer referência ao trabalho da equipe do departamento médico da Chapecoense que tem como responsável Carlos Mendonça, em especial ao fisioterapeuta Guilherme Dias Carli pelo esforço em recuperar  Bruno Rangel. Às vezes, tem profissionais do clube marcando belos gols nos bastidores e passam despercebidos.

SÓ PARA LEMBRAR
Um dos diretores que mais insistiu para que o Bruno Rangel viesse para a Chapecoense foi Maurinho Stumpff. É aquela história, quando dá errado todo mundo lembra. No meu caso, gosto de enaltecer também.
VOLTOU BEM
Como foi bom para a Chapecoense o retorno do Neném.  É um jogador que se identifica com o clube e a torcida.
Tem qualidade e deverá logo voltar a ser titular no meio campo.

Conteúdo Relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »